OMeGA desenvolve solução que ajudará a gerir um recurso cada vez mais escasso

O grupo de trabalho, recentemente lançado, é coordenado pelo Técnico e desenvolverá uma ferramenta que pretende melhorar a gestão dos volumes de água armazenados nas albufeiras.

O Técnico integra e coordena o grupo operacional OMeGA –Otimização da Gestão de Albufeiras que promete dar um importante contributo na gestão dos volumes armazenados nas albufeiras dos perímetros hidroagrícolas, ajudando a administrar melhor um recurso que é cada vez mais escasso. Para este novo desafio o centro de investigação MARETEC – IST aliou-se a entidades como a Federação Nacional dos Regantes de Portugal (FENAREG), a Associação de Regantes e Beneficiários do Vale do Sorraia (ARBVS), a Action Modulers , a AQUALOGUS e ainda a Sociedade Agrícola Bico da Vela II.

O primeiro e principal objetivo do grupo já está traçado e passa por  lançar uma ferramenta operacional inovadora “capaz de otimizar os tempos de descarga das barragens de modo a poupar água e a garantir volumes que assegurem os diferentes usos, em particular a rega, considerando simultaneamente as necessidades ecológicas”, como explica o docente do técnico e investigador do MARETEC – IST, o professor Tiago Ramos. “O MARETEC – IST assumiu a coordenação por dispor já das ferramentas e tecnologias necessárias ao desenvolvimento da plataforma operacional”, destaca o docente.

A ferramenta que começará a ser desenvolvida em Setembro de 2018, deverá estar pronta a ser testada em Junho de 2019, disponibilizando informação atualizada sobre “a quantidade e qualidade de água nas albufeiras hidroagrícolas; as previsões meteorológicas, em particular a precipitação; as previsões das afluências e dos consumos de água; os volumes necessários para a manutenção dos caudais ecológicos; e recomendações para auxílio à tomada de decisão dos gestores dos aproveitamentos”, enumera o professor Tiago Ramos. “Pretende-se assim otimizar a gestão dos reservatórios, através da otimização dos volumes usados para cada fim e assim poupar água”, acrescenta o mesmo.

Integrando tecnologias desenvolvidas no MARETEC – IST, com destaque para o modelo MOHID (http://www.mohid.com/),  e prevendo as afluências para o reservatório, e ao nível da albufeira, a ferramenta irá ser desenvolvida em plataforma web “com o intuito de facilitar a sua gestão e manutenção centralizada, e ainda facilitar a sua utilização em diferentes sistemas informáticos”, explica o docente do Técnico. Para além de tudo isto e tendo em vista a sua maior acessibilidade será utilizada tecnologia e design “web-responsive”, “facilitando a utilização em web browsers a partir de diferentes equipamentos, não só computadores pessoais, mas também tablets, e smartphones”, adianta o docente.

O OMeGA é financiado pelo PDR2020, e vem tentar apresentar soluções num período em que os volumes armazenados nas albufeiras hidroagrícolas são cada vez mais reduzidos,  como resultado dos períodos de seca que se têm registado e que preocupam a população em geral.

Notícia publicada no site do IST